O VEIO MACHO - 1962 - RCA
Faixa 1 - Autor: Rosil Cavalcanti
O Veio Macho

O que eu fao todo dia, bem pensado
calculado bem direito, na medida
Capricho muito quando puxo esta sanfona
Em qualquer zona, enquanto tiver vida

Cantando cco, baio, xote e toada
Essa puxada que eu fao aqui no baixo
Quem me escuta, se alegra, no tem jeito
E grita satisfeisto: vio macho!
Cabra danado
Nunca passa em baixo
vio macho, vio macho
Cabra danado
Que nunca foi capacho
vio macho, vio macho

Com meu gibo e meu cavalo na puxada
A rs montada vai ligeira pro curr
Sou seratnejo, j gostei de acabar samba
Sempre fui bamba no manejo do punha

No tenho medo de careta, nem de nada
E a moada no lugar onde eu me acho
Atentamente vai ouvindo, vai vibrando
Comigo vai cantando, vio macho
vio macho, vio macho

Cabra danado....