VOU TE MATAR DE CHEIRO - 1989 - RCA
Faixa 9 - Autor: Edu Maia
Pedaço de Alagoas

Lá no sertão
Quando o cabra tá queimado
Dentro do samba
Ele só quer dançar torrado
Pega a morena
E enforca na cintura
Agarra bem segura
Como quem sente secura
Tá com sede e quer matar

E a moreninha
Fica só rodopiando
No canto estribuchando
Que nem rede balançando
Sem saber pra donde vá
Pois fica o cabra
No cangote dando chêro
Com abêia no perêro
Que começa a fulorá
E o sanfoneiro
Que de bêbo já tá mole
Deitado em riba do fole
Só trêis nota sabe dá

Terreco, teco
Terreco, teco
Areia branca à beira-mar
Ai que saudade
Qualquer dia desse eu volto lá ] bis

Quem é que não gosta de carinho
Quem é que não gosta de um xodó
Quem é que não sente saudade
De um dia de sol em Maceió } bis

Num passeio de barco ou de jangada
E a velha piscina do meio do mar
Levar sua namoradinha
Pra um dia feliz e regressar

Num domingo de sol bem cedinho
Passear na Lagoa de Mundaú
Tomar uma cachaça no trole
E pedir tira-gosto de caju

Tomar banho na Bica da Pedra
Rever a Praia do Francês
E a Barra de São Miguel
Em conchinha voltar outra vez
Cururipe tem praias tão lindas
Que se confundem com o mar
São José de Coxinho abeçoe
Lagoa do Pau pra marujo que há