PISA NO PILÃO - 1963 - RCA
Faixa 5 - Autor: Raymundo Granjeiro
Liforme Estravagante

Mandei fazer um liforme
Com toda preparação
Para botar no arraia
Na noite de São João } bis

Chapéu de arroz doce
Forrado com tapioca

As fitas de alfiním
E as fivela de paçoca
A camisa de nata
E os botões de pipoca } bis

A ceroula de soro
E as calça de coalhada
O cinturão de manteiga
E o buquê de carne assada
Sapato de pirão
E os enfilhão de cocada } bis

As meias de angu
Presilhas de amedoín
Charuto de biscoito
E os anelão de bolim
Os óculos de ovos preto
E as luvas de toicím }bis

O colete de banana
E a gravata de tripa
O paletó de ensopado
E o lenço de canjca
Carteira de pamonha
E a bengala de lingüiça } bis

Vai ser um grande sucesso
No baile da prefeitura
A pulseira de queijo
E o relógio de rapadura
Quem tem um liforme desses
Pode contar com fartura }bis